Sofrimento Judaico


Corria com medo, imaginava que estaria sendo perseguido, essa era a vida do judeu Thomas Llombard, rapaz branco, cheio de saudade, mas não tinha certeza alguma por quanto viveria, por quanto tempo conseguiria fugir dos nazistas.
Nazistas estes que chegaram a matar milhões de judeus, para satisfazer a vontade de um cara chamado Adolf Hitler, um austríaco que teria sofrido quando era crianças e que a partir da sua adolescência revoltou-se com os judeus pelo fato de ter em mente que o povo judaico era inferior aos alemães.

Thomas acabará de chega em seu Gueto, onde morava com foragidos, tinha em seu bolso o retrato de seus pais que teriam sido assassinados à dois dias em uma câmara de gás, sentia muito sua falta, mas agora teria que aprender a viver sozinho tendo apenas seu colegas do Gueto para compartilhar momento tristes e felizes.

O dia já clareava, era hora de começar tudo de novo, levantou-se, trocou de roupa e como fazia diariamente saiu em busca de comida. Caminhava apreensivo pelas ruas, sempre ao seu redor na espera de um nazista, apesar da demora logo a frente estaria um grupo aliado de Hitler à procura de judeus para mandar ao campo de concentração, Thomas lembrou-se de seus pais quando teriam sido pegos. Será que essa seria sua vez?


Logo mais saberia a resposta, vendo que não teria como correr se escondeu em um beco escuro que tinha ali do seu lado, ficou apenas observando se eles passariam pelo beco e não o notariam, lá estavam eles, armados e cientes do que estavam fazendo, Thomas logo pensou: “Me safei de novo”. Estava enganado, após um leve descuido acabou fazendo um barulho baixo, mas suficiente para eles perceberem que teria alguém no beco, certamente um judeu.

Já no campo de concentração, junto com os outros judeus que esperavam pacientemente a morte que logo viria se seria envenenado ou com um tiro na cabeça, o modo pouco os importava, o que eles queriam era rezar para que Deus os aceitassem de braços abertos. Thomas agora só era mais um judeu que daqui alguns minutos ou até dias morreria.

Eram apenas minutos, estava na hora, foram chamados por um guarda que os dirigiram para a câmara de gás, sem ao menos se manifestar Thomas entrou e esperou a morte, câmara de gás fechada, o veneno já estava no ar agora era só esperar o novo encontro com seus pais, só que agora junto a Deus.

Comentários

Postagens mais visitadas