Não há Silêncio que Não Termine


Amigos, hoje li uma das melhores autobiografias já escritas, na minha opinião, o livro "Não há Silêncio que Não Termine" escrito pela mais famosa refém das Farc, Ingrid Betancourt.
Um livro triste, pois Ingrid conta como é o sofrimento de ficar sequestrada em um cativeiro no meio da selva colombiana, durante 6 anos, revela tudo o que sofria nas mãos daqueles sequestradores, mas o que mais me chamou a atenção foram suas diversas tentativas de fuga. Momentos antes de praticar a ação ela se auto-testava para saber se conseguiria sobreviver com alimentos vindos direto da natureza, por exemplo, chegava a comer diversas plantas, beber água encontrada na terra para saber se seu organismo aguentaria tanta mudança, nenhuma de suas tentativas foram concluidas. Realmente um livro fascinante, recomendo para as pessoas que gostem de ler biografia de pessoas guerreiras, é o caso de Ingrid Betancourt.

Comentários

  1. Ai, garotão, tá melhorando. A idéia é essa. Escrever sempre após o termino da leitura de um livro as dicas para que seus leitores também o façam.
    Fiquei curioso em ler este livro também.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas