Dom Casmurro

Em 1900, Machado de Assis, publicou o romance “Dom Casmurro” . Este livro completou a trilogia "Quincas Borba" e "Memórias Póstumas de Brás Cubas". Este grande escritor brasileiro, cujo nome completo foi Joaquim Maria Machado de Assis nasceu na cidade do Rio de Janeiro e é considerado como o maior nome da literatura nacional. Escreveu em praticamente todos os gêneros literários, sendo poeta, romancista, cronista, dramaturgo, contista, folhetinista, jornalista, e crítico literário.



MACHADO DE ASSIS
O livro conta a historia de Bentinho, um rapaz orfão de pai, criado com desvelo pela mãe, D. Glória. Ele teve sua vida protegida do mundo pelo seu círculo doméstico e familiar, como tia Justina, tio Cosme, José Dias. Ele prepararam Bentinho para a vida sacerdotal, em cumprimento a uma promessa de sua mãe, que queria ver o filho padre.

A vida do seminário, no entanto, não o atrai jovem Bentinho, já o namoro com Capitu, filha dos vizinhos o emociona. Apesar de comprometida pela promessa, sua mãe, D. Glória sofre com a ideia de separar-se do filho único, internado no seminário. Por expediente de José Dias, o agregado da família, Bentinho abandona o seminário e, em seu lugar, ordena-se um escravo.

Correm os anos e com eles o amor de Bentinho e Capitu. Entre o namoro e o casamento, Bentinho se forma em Direito e estreita a sua amizade com um ex-colega de seminário, Escobar, que acaba se casando com Sancha, amiga de Capitu.

Do casamento de Bentinho e Capitu nasce Ezequiel. Escobar morre e, durante seu enterro, Bentinho julga estranha a forma como Capitu contempla o cadáver de Escobar. A partir daí Bentinho passa a ter ciúmes doentio de Capitu e estabelece entre eles uma crise. O filho do casal, Ezequiel se torna cada vez mais parecido com Escobar. Bentinho muito ciumento, planeja o assassinato da esposa e do filho, seguido pelo seu suicídio, mas não tem coragem. A tragédia dilui-se na separação do casal.

Capitu viaja com o filho para a Europa, onde morre anos depois. Ezequiel, já moço, volta ao Brasil para visitar o pai, que apenas constata a semelhança entreo filho e o antigo colega de seminário. Ezequiel volta a viajar para a Europa e morre no estrangeiro. Bentinho, cada vez mais fechado em usas dúvidas, passa a ser chamado de Casmurro pelos amigos e vizinhos e põe-se a escrever de sua vida.

Um livro fantástico, onde Machado de Assis mais uma vez mostra toda sua capacidade de prender o leitor, e mostrando toda sua grandeza em seu vocabulário, fazendo com que cada pessoa que leia esta obra, se sinta obrigado a aprimorar sua linguagem, tornando-se assim cada vez mais culto. Espetacular.

Recomendo a todos

Comentários

Postagens mais visitadas